sexta-feira, 24 de julho de 2015

fui


quarta-feira, 22 de julho de 2015

e agora?


diz que há fortes possibilidades de ser uma menina.

...

eu?
com o belo do casalinho piroso?
quem diria...

(e já é parecida com o pai: cabeçuda e barriguda!!! :D)

terça-feira, 21 de julho de 2015

hoje fazes 35 anos e eu gosto de ti há uma metade das nossas vidas

no domingo celebrámos 7 anos de casados (bodas de lã, dizem). a juntar aos 10 de namoro são metade dos anos de vida que hoje comemoras. estamos juntos há metade das nossas vidas e sabes o que é incrível? é que a partir de agora vamos estar juntos há mais tempo do que o tempo que estivemos separados. e isso é assustadoramente bom. porque já temos a prova que o nosso amor e cumplicidade são capazes de gerar coisas absolutamente maravilhosas...
hoje quero que saibas que gosto de ti mesmo quando amuas. quando ressonas. quando me pontapeias os chinelos alinhados ao fundo da cama só para me irritares (tenho o meu quê de Monica Geller, que querem...). gosto especialmente de ti quando me pedes para ficar um bocadinho sentada no sofá a ver contigo a novela "A Única Mulher". quando todos os dias me dás um beijinho quando te vais deitar (e quando sais de casa mais cedo que eu), mesmo nos dias em que não dou por isso. quando cozinhas. quando elogias os meus cozinhados. gosto de ti porque és o meu melhor amigo. porque me mostras que a vida é melhor vivida sem stress. porque me ofereces e ensinas a felicidade nas mais pequenas coisas.
hoje fazes 35 anos e eu gosto de ti há uma metade das nossas vidas.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

12

é tão bom voltar a contar o tempo em semanas

quinta-feira, 16 de julho de 2015

alimento/ingrediente fetiche do momento

pêssegos (paraguaios)

coisas da idade

descobri que os poucos iogurtes de aromas de que gosto são os de coco.
(os da Mimosa e os da Activia cremosos são bons)

quando uma capulana ganha vida


segunda-feira, 13 de julho de 2015

ler é o melhor remédio

ando às voltas com o mesmo livro desde o início deste ano. está bem que tem 900 e tal páginas, mas preguiça (e vergonha) tem limites... ontem voltei a pegar-lhe e hoje não resisti a trazê-lo no percurso para o trabalho. ler é um prazer como outro qualquer, na medida em que quanto mais se lê, mais se quer ler...

sexta-feira, 3 de julho de 2015

sou só eu que acho que esta banhada do SushiFest era previsível?

beleza roubada

podemos chorar de tristeza, de alegria, de saudade, de raiva...
poucas ou muito raras vezes choramos de beleza.
A mim aconteceu-me com este filme.