sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

alguém me explica...

... porque é que de repente, e no mesmo dia, meia blogosfera acordou para a it-girl russa Miroslava Duma, mais concretamente para o estilo-barriga-de-grávida-no-seu-metro-e-cinquenta-e-cinco-de-altura?

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

porque gosto de ir à praça

porque no momento em que estou a escolher maçãs fuji (as minhas preferidas), a senhora da banca onde me avio todos os sábados de manhã diz-me: "tem ali do outro lado daquelas mais pequeninas, como gosta". ou quando a sra. das aves me pergunta pelo meu filho e respondo que está adoentado e ela me junta à encomenda uma caixa de ovos de galinha para fazer "uma canjinha para o menino". ou quando o meu marido vai sozinho e chega a casa com as mangas e os abacates como eu gosto, porque a sra. da fruta lhe disse que são aqueles os que costumo comprar. porque o meu filho vem de lá praticamente almoçado com tudo o que carinhosamente lhe oferecem (laranjas, tomates cherry, chupa-chupas, línguas de veado, eu sei lá mais o quê...), porque encontramos família/amigos/vizinhos e o pequeno-almoço/café assim tem outro sabor. porque as pessoas são de uma simpatia genuína e a qualidade dos produtos não tem comparação.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

dos golden globes


QUERO ESTE VESTIDO!

coisas que não entendo

está a chover. está (um bocadinho de) frio. e está uma rapariga a subir as escadas do metro à minha frente que tem vestidas umas calças brancas de sarja fininha com duas dobras nos tornozelos e traz calçados uns ténis de tecido. sem meias.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

comer, comprar e a usar





quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

middle name, f***ing.


o chamado "arranjar sarna para se coçar"

aderi ao Instagram.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

#resoluçõesquenuncacumpro #aspendentes #asrequentadaspara2015 #averseédesta!

não viver agarrada ao telemóvel (dificultado pelo facto de ter um telemóvel-novo-presente-de-Natal). trazer mais vezes almoço de casa. acordar 20 minutos mais cedo todos os dias (nem que seja para beber o famoso copo de água com sumo de limão). ler mais. fazer mais exercício (nem que sejam caminhadas ou passeios de bicicleta). beber mais água. tratar das burocracias (repetir: "não são um bicho papão"). reduzir o tempo no facebook. não procrastinar (tanto).

bola de ouro



a minha veia patriótica grita Ronaldo, mas o meu coração hoje está com o Manuel Neuer. já tentei contradizê-lo, repetindo incessantemente que se trata de um futebolista alemão (germânico, frio, racional), mas sem sucesso... é que não só o meu Manel já me contagiou por completo, como o raio do miúdo alemão é fofinho que só ele (se a aparência física fosse um dos critérios da bola de ouro estava ganha pelo guarda-redes!) . Messi? quem é esse?

fds: best of




et voilà!!!

com treino chego lá...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Dedica-te à bricolage, sim "Querido"?

o guru do coaching Gustavo Santos partilhou a seguinte opinião sobre o atentado Charlie Hebdo na sua página no Facebook:

"Liberdade de expressão é uma coisa, desrespeito gratuito e egóico pelas mais altas crenças dos outros, sejam elas quais forem, é outra. Infelizmente, um e outro ponto colidiram hoje. Que uns sejam apanhados e severamente julgados pelo que fizeram e que outros, os que tiveram sorte e ficaram, assim como tantos outros que fazem carreiras a ridicularizar a verdade de quem não conhecem de lado nenhum, aprendam alguma coisa com isto!
Opinar sim, questionar também, agora gozar sistematicamente com convicções alheias é que me parece despropositado. Além disso, sempre que desrespeitamos alguém desta forma, estamos a trazer uma potencial ameaça para a nossa vida!
Cuidem-se!
Boa tarde!
"

eu explico-te o que é liberdade de expressão Gustavo... liberdade de expressão é tu poderes escrever e publicar esta anormalidade e é eu poder chamar-te acéfalo e atrasado mental, burro, quadradão e ignorante, imbecil, cretino, anormalão, limitado, básico...

e por falar nisso...

hoje antes de me sentar à secretária quando cheguei à redacção mais parecia que estava a desmontar a árvore de natal... Ele era gorro, ele era cachecol farfalhudo com 600 voltas ao pescoço, ele era casaco... estive meia-hora de volta do cabide!